"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Quarta-feira, 16 de Maio de 2012

Uma tristeza...

Sem dinheiro para ir ao hospital
Glória Lucas, 56 anos, sofre de lúpus e várias doenças ósseas que a obrigam a consultas de vigilância no máximo de três em três meses. Deixou de ser acompanhada no final de 2011 porque os 379 euros que recebe da pensão de invalidez mal chegam para sobreviver.
Joana Pereira Bastos e Vera Lúcia Arreigoso (www.expresso.pt)
8:50 Quarta feira, 16 de maio de 2012


Todos os dias o ritual é o mesmo. Uma sucessão quase infindável de comprimidos, de manhã até ao deitar. Dezoito, no total. Vinte e dois à quarta-feira. Não é para menos. Glória Lucas, 56 anos, sofre de lúpus, uma doença autoimune que lhe atacou os ossos e as articulações e lhe provocou osteoporose, osteoartrose e artrite.

A doença e a elevada dose de medicação, que é agressiva e carregada de efeitos secundários, obrigam-na a fazer análises e a ter consultas de vigilância com muita regularidade. No máximo, de três em três meses. Em fases mais agudas, pelo menos uma vez por mês. Mas Glória deixou de ser acompanhada no final de 2011.

"Já faltei a consultas e a exames porque não tenho dinheiro para o transporte", explica. Recebe 379 euros de pensão de invalidez e paga 145 euros de renda. Sobram-lhe pouco mais de 200 euros para comer, pagar as despesas da casa e comprar a medicação.

Fim dos reembolsos pelo transporte


O dinheiro não estica o suficiente para os mais de 100 quilómetros que a separam do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde tem de ser seguida para ter acompanhamento especializado.

Dantes, o centro de saúde de Peniche, onde mora, passava-lhe uma credencial para o transporte, que lhe permitia reaver a 100% o custo da viagem de camioneta até à capital, depois de devidamente carimbada no Santa Maria. Mas o ano passado o médico de família informou-a de que a Segurança Social tinha deixado de pagar o reembolso das deslocações.

A única possibilidade de voltar a ter transporte gratuito era em ambulâncias dos bombeiros, mas apenas se o médico do Santa Maria autorizasse. O que não aconteceu. "Lá, disseram-me que só autorizam em casos extremos, como acamados, doentes com cancro ou doentes renais crónicos. Compreendem a minha situação, mas dizem que são as regras da troika, que mandou cortar no transporte." Perante a recusa, Glória Lucas deixou de fazer análises.

"A última vez que fui à médica, já depois de algumas faltas, ela perguntou-me como é que eu quero ser tratada se não vou às consultas e não faço os exames. Eu perguntei-lhe como é que ela quer que eu faça se não tenho dinheiro. Ficou calada. E ficámos assim."



Doentes sem tratamento por falta de transporte


Por todo o país, pessoas com baixos rendimentos estão a faltar a consultas, exames e tratamentos por não conseguirem pagar as deslocações. Governo reconhece que há um problema e vai mudar a lei.

Mesmo estando isentos de taxas moderadores, há doentes que ficam sem tratamento porque nem sequer conseguem chegar à porta do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Estão previstas deslocações gratuitas para quem precisa de assistência e tem baixos rendimentos, mas a lei nem sempre é cumprida.

Obrigados pela troika a cortar cerca de 54 milhões de euros no transporte não urgente de doentes, hospitais e centros de saúde estão a racionar as credenciais. Muitas vezes fica de fora mesmo quem tem direito. O Expresso encontrou vários casos de pessoas que deixaram de se tratar por não conseguirem pagar a deslocação ao médico.

Segundo as regras em vigor, beneficiam de transporte gratuito os utentes com menos de 419 euros de rendimento mensal do agregado familiar (seja qual for o número de elementos) e situações clínicas incapacitantes como doenças neuromusculares e ortopédicas, doenças oncológicas ou sequelas motoras de doenças musculares.

Muito em breve será publicado um novo diploma que sobe dos 419 para 628 euros mensais o limite de rendimentos para se ter acesso ao transporte gratuito. A nova legislação vai ainda alargar este direito a quem tem de recorrer ao SNS pelo menos oito vezes por mês. No caso dos doentes oncológicos, estará sempre garantido.

Ao Expresso, o secretário de Estado da Saúde, Manuel Teixeira, salienta ainda que a nova lei dará ao médico a possibilidade de prescrever transporte gratuito a casos que a sua "sensibilidade ética" dite que também devem ser beneficiados, mesmo que não cumpram os critérios previstos.



Ler mais: http://expresso.sapo.pt/sem-dinheiro-para-ir-ao-hospital=f725882#ixzz1v1RJK9MK


Fonte: http://expresso.sapo.pt/sem-dinheiro-para-ir-ao-hospital=f725882
Postado por Isa às 10:12
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.As minhas fotos - Alentejo

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Até sempre...

. Seis recomendações para e...

. Oncologia no Alentejo

. Serpa: Rastreio Cancro da...

. O ultimo

. Venha Correr ou Andar por...

. 4 anos daminha reconstruç...

. "A batalha que nós não es...

. Uma historia de vida, nes...

. Um dia pela Vida...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

As lojas Ortopédicas da Universo Senior no Colombo...
Tudo graças ao th melhor herbalist no mundo, eu te...
boa tarde, tenho uma amiga que acho que vai fazer ...
O seu blog e muito interessante com muitos conteud...
Tambem quis comprar e nao achei! A editora ja nao ...
Obrigado pela informação publicada :-)Bem-hajaJN
Prima, fiquei emocionada com o teu testemunho.Semp...
Olá, boa noite descobri o vosso blog por acaso,mas...
Excelente informaçao . Tenta neste site que os adv...
OláEncontrei por acaso o seu blog.Tive uma experiê...

.mais comentados

44 comentários
28 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários

.Visitas

.tags

. todas as tags