"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Sexta-feira, 2 de Novembro de 2007

Saúde: Listas de espera devem-se ao fecho de unidades de saúde e de serviços nos hospitais

O elevado número de doentes em lista de espera para primeira consulta nos hospitais públicos deve-se ao fecho de unidades de saúde e perdas de valências nos hospitais, considera o Movimento de Utentes na Saúde.

As listas de espera para primeira consulta nos hospitais públicos atingem 380 mil doentes, segundo dados de um inquérito aos hospitais realizado no ano passado pela Inspecção-Geral do Ministério da Saúde e divulgado quinta-feira pela TVI.

Comentando a notícia, Manuel Villas-Boas, do Movimento dos Utentes da Saúde (MUS), lembrou que "a questão das listas de espera não é de agora".

"Temos alertado por diversas vezes o Ministério da Saúde, mas este teima em dizer que estão no bom caminho, apesar de não terem resolvido o problema até agora", sublinhou o mesmo responsável.

Para Manuel Villas-Boas, o problema está também relacionado com "o fecho de muitas unidades de saúde e a perda de valências nos hospitais públicos".

Manuel Villas-Boas considerou que é necessária uma mudança profunda em todo o sistema de funcionamento do Serviço Nacional de Saúde, o que, em sua opinião, não está a acontecer.

"Há um mal-estar geral na área da Saúde. E depois há situações caricatas. Fecham unidades na área pública porque não existem condições de funcionamento e logo a seguir vêm os privados tomar conta", criticou.

O responsável do MUS afirmou que "há o intuito de acabar com o Serviço Nacional de Saúde, em vez de o promover".

Um total de 382.866 doentes espera uma primeira consulta com um médico especialista hospitalar, em regra marcada depois de um diagnóstico de doença ou suspeita de doença nos Centros de Saúde, segundo o inquérito da Inspecção-Geral do Ministério da Saúde.

Somando consultas e cirurgias, há quase seiscentos mil doentes em lista de espera nos hospitais públicos, mais de cinco por cento da população.

O Ministério da Saúde está a implementar um programa de combate às listas de espera para consultas externas, semelhante ao que existe para as cirurgias, que passa pela informatização de todos os hospitais e Centros de Saúde e pela gestão centralizada de informação.

Fonte do gabinete de Correia de Campos disse hoje à Lusa que estes números podem não ser fiáveis pela possibilidade de se contabilizar, por exemplo, um mesmo pedido de consulta em dois hospitais diferentes.

Um levantamento mais exaustivo das inscrições para primeira consulta está a ser feito, segundo a mesma fonte, no âmbito do programa "Consulta a Tempo e Horas".

 

in noticias sapo

 

*****

Só podia ir dar nisto...

 

Postado por Isa às 17:27
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
11 comentários:
De uma luz na escuridão a 2 de Novembro de 2007 às 18:30
.....
Isa linda!

Vamos pensar só em coisas boas!!!!!! laura
De Escritos Dispersos a 3 de Novembro de 2007 às 00:03
Boa noite,

A culpa - das listas de espera - TAMBÉM é dos médicos!

Perguntem quem lhes controla o cumprimento de horários nos hospitais públicos? Quem lhes controla o regime de trabalho?

Quantos conhecem a cumprir as 35 horas de trabalho normal por semana? (cfr. art.º 9.º do DL 73/1990, de 6 de Março).

Quantos recebem um acréscimo salarial de 25% por uma [suposta] dedicação exclusiva, com [hipotético]horário de trabalho semanal de 42 horas?!

Quantos cumprem o regime de acumulações e incompatibilidades?!

A culpa - das listas de espera - TAMBÉM é dos médicos!
De Escritos Dispersos a 4 de Novembro de 2007 às 00:27
A tutela - o ministro da Saúde, Correia de Campos - anunciou que os médicos com vínculo à Função Pública, e que exercem a actividade também no privado, podem optar por trabalhar menos horas no público [ganhando menos, obviamente!] quando for implementado o novo regime de registo de assiduidade e pontualidade.

Os médicos podem escolher passar a ter um horário mais flexível e com menos carga horária nos hospitais públicos para 20 horas semanais [4 horas por dia, por exemplo das 09.00 às 13.00 horas OU das 14.00 às 18.00 horas [parece-me que já é isso que muitos fazem, ao arrepio do horário a que se encontram vinculados (35/42 horas semanais!]].

Todas as medidas serão bem vindas, principalmente se os doentes - muitos até do foro oncológico - não tiverem de continuar a aguardar longos períodos de espera, agravando imenso a doença, antes de conseguirem ser devidamente observados (com diagnóstico e terapêutica) numa simples consulta.
De Escritos Dispersos a 4 de Novembro de 2007 às 00:54
O pessoal com relação jurídica de emprego público a exercer funções em instituições ou serviços do SNS pode, mediante autorização prévia dos dirigentes máximos daqueles organismos, utilizar créditos, em regime de comissão gratuita de serviço [crédito para autoformação], para participar em cursos, seminários, encontros, jornadas ou outras acções de formação de idêntica natureza, realizados no País ou no estrangeiro [normalmente e/ou muitas vezes com possíveis viagens... eventualmente pagas ou patrocinadas pelos Laboratórios Farmacêuticos].

No caso de pessoal das carreiras médicas e de enfermagem, o crédito pode ser ultrapassado até ao limite das cento e cinco horas, ou 15 dias úteis, por ano civil, ou da carga horária prevista para a acção de formação que o funcionário pretende frequentar, quando se trate de acções com relevância directa
nas respectivas áreas funcionais, a apreciar pelo dirigente máximo do serviço.

As autorizações anteriormente referidas nos números anteriores só devem ser concedidas desde que:

a) Fique garantido o normal funcionamento dos serviços, sem qualquer aumento de encargos;

b) Fique garantida pelos interessados a prestação de serviços individualmente marcados aos utentes ou populações assistidas, mediante antecipação ou adiamento clinicamente justificado, de qualquer acção já programada.

Será a lei - Despacho n.º 867/2002 (2.ª série) -escrupulosamente cumprida pelos médicos?! Não haverá menos marcações ou mesmo desmarcação de consultas [aos doentes] para as referidas idas dos médicos a cursos, seminários, encontros, jornadas ou outras acções de formação de idêntica natureza, realizados no País ou no estrangeiro [normalmente e/ou muitas vezes com possíveis viagens... eventualmente pagas ou patrocinadas pelos Laboratórios Farmacêuticos]?!

E só as acções de formação cujos trabalhos tenham duração superior a cinco dias, poderão obrigar os [médicos] participantes a apresentar ao responsável do serviço o respectivo relatório sucinto sobre os trabalhos em que participaram. Até cinco dias... até estão dispensados de qualquer relatório [da suposta presença]!

Tudo estaria menos mal... se não houvesse [comprovadamente] nenhum doente à espera de consulta, de diagnóstico, de terapêutica... muitas vezes de ajuda para conseguir sobreviver ou escapar a graves sequelas da doença!
De Isa a 5 de Novembro de 2007 às 09:31
olá bom dia, Laura.Clro q só penso em coisas boas.Mas o que é certo, é que eu mesmo pensando, estas noticias são reais.beijos
De Escritos Dispersos a 4 de Novembro de 2007 às 01:08
E o "estorvo" provocado pelo "enxame" dos chamados delegados de propaganda médica [profissão muito útil, que devia merecer o nosso maior respeito... caso respeitassem os doentes em espera]?!

"A sua função é importantíssima, na divulgação e actualização, junto da classe médica e farmacêutica, de novos e renovados medicamentos. Têm além disso a função de estimular a prescrição dos medicamentos do seu laboratório, actuando neste caso também como agentes de vendas e marketing, o que é perfeitamente legítimo[?], e impensável de não acontecer num mercado aberto e concorrencial como o que existe na actualidade, ao qual não escapa o sector da saúde."

"Acontece no entanto que são normalmente atendidos pelos médicos durante os horários de consulta." [com prejuízo para os doentes!]

"Sabendo-se que quem se desloca, no caso, a um centro de saúde, regra geral, já não estará na sua melhor boa disposição, ter que aguardar, para além dos atrasos normais deste tipo de serviços, pelo atendimento destes profissionais, é por si só uma situação que agrava o estado de ansiedade dos pacientes. ".

Quem ainda não assistiu à espera - montada à porta dos gabinetes médicos - dum "enxame" dos chamados delegados de propaganda médica?!
De Isa a 5 de Novembro de 2007 às 09:37
é complicado, mas o pior é que nos ficamos a assistir a isto...e fazemos o q?
beijos
De Escritos Dispersos a 6 de Novembro de 2007 às 01:26
Olá,

Relativamente aos médicos devemos limitar-nos a exigir que nos tratem com respeito, com o devido respeito, que deve ser sempre muito! Sem prejuízo de lhes demonstramos a nossa imensa gratidão... por terem estudado, por estudarem continuamente e por se dedicarem, no seu trabalho quotidiano, a salvar-nos a vida, a ajudar-nos a conseguirmos sobreviver com melhor qualidade de vida.

Relativamente aos delegados de propaganda médica: jamais consentirmos que se "intrometam" nas nossas consultas!
De Isa a 6 de Novembro de 2007 às 09:25
Os hospitais, já vão tendo o cuidado de ter horarios para atenderem os delegados sem que interfira nos horarios das consultas dos doentes, falo obviamente do meu hospital, que frequento assiduamente desde janeiro 2006.
De Escritos Dispersos a 9 de Novembro de 2007 às 21:39
Olá Isa, Boa Noite,

Espero que tudo continue [muito] bem.

Os Centros de Saúde também. Porém, ainda é frequente os médicos serem abordados à entrada...

Mudando de assunto...

Os médicos dizem que o meu amigo está ligeiramente melhor (aparentemente está pior). Administrativamente/legalmente já conseguimos tratar de tudo. Estava relativamente feliz, hoje de manhã... brincava com toda a gente, até recuperou o paladar há muito perdido... ficamos todos imensamente contentes, embora cientes da extrema gravidade do seu estado.

Bom fim-de-semana :) Continua bem.
De Isa a 12 de Novembro de 2007 às 09:33
que bom, ouvir falar em melhoras logo de manhã.beijos tem uma boa semana

Comentar post

.As minhas fotos - Alentejo

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Até sempre...

. Seis recomendações para e...

. Oncologia no Alentejo

. Serpa: Rastreio Cancro da...

. O ultimo

. Venha Correr ou Andar por...

. 4 anos daminha reconstruç...

. "A batalha que nós não es...

. Uma historia de vida, nes...

. Um dia pela Vida...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

As lojas Ortopédicas da Universo Senior no Colombo...
Tudo graças ao th melhor herbalist no mundo, eu te...
boa tarde, tenho uma amiga que acho que vai fazer ...
O seu blog e muito interessante com muitos conteud...
Tambem quis comprar e nao achei! A editora ja nao ...
Obrigado pela informação publicada :-)Bem-hajaJN
Prima, fiquei emocionada com o teu testemunho.Semp...
Olá, boa noite descobri o vosso blog por acaso,mas...
Excelente informaçao . Tenta neste site que os adv...
OláEncontrei por acaso o seu blog.Tive uma experiê...

.mais comentados

44 comentários
28 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários

.Visitas

.tags

. todas as tags