"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Sexta-feira, 8 de Outubro de 2010

Ferreira do Alentejo: Recebe unidade móvel da Liga Portuguesa Contra o Cancro

O concelho de Ferreira do Alentejo recebe, a partir de hoje e até 12 de Novembro, uma unidade móvel da Liga Portuguesa Contra o Cancro,  para proceder ao rastreio do cancro da mama, nas mulheres com idades compreendidas entre os 45 e os 69 anos.

 

A unidade não se limitará à vila de Ferreira do Alentejo, na medida em que vai deslocar-se também a Figueira de Cavaleiros, onde vai ficar a partir de amanhã e até ao próximo dia 14, visita Alfundão de 18 a 21 deste mês, seguindo depois para a vila de Ferreira do Alentejo, onde permanecerá até 12 de Novembro.

 

O rastreio no concelho de Ferreira do Alentejo, em estreita colaboração com a Câmara Municipal, juntas de freguesia e autoridades de saúde pública, é efectuado de segunda a quinta-feira, durante o dia, e à sexta de manhã.

 

Fonte: Rádio Voz da Planície

Postado por Isa às 10:20
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 22 de Outubro de 2007

Vamos lá mudar esta tendência...minhas senhoras...

Cancro da mama: Quase 40% das mulheres faltam ao exame

Quase 40% das mulheres que são convocadas para um rastreio do cancro da mama pela Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) não realizam o exame, apesar de esta iniciativa contribuir para a redução da mortalidade.

Vítor Rodrigues, coordenador nacional do Programa de Rastreio da LPCC, explicou à agência Lusa que 62,8 por cento das mulheres que recebem a convocatória fazem o rastreio, o que coloca Portugal ao nível da média europeia.

«Estamos infelizmente ao nível da média, e digo infelizmente porque a média é relativamente baixa», comentou.

De acordo com trabalhos científicos realizados na Europa, uma taxa de participação nos rastreios de 60 por cento reduz a mortalidade em cerca de um terço.

A Liga desconhece os motivos que levam cerca de duas em cada cinco mulheres a não participar no rastreio, mas enumera algumas possibilidades: por já terem feito mamografias num médico particular, por estarem já em tratamento oncológico ou simplesmente por não estarem interessadas em fazê-lo.

Para melhorar a qualidade dos seus rastreios, a LPCC alterou a tecnologia das suas mamografias, substituindo o método analógico pelo digital.

A partir de agora, a mamografia é visualizada directamente em computador, o que permite acabar com as películas usadas habitualmente e possibilita a armazenagem dos exames em disco rígido.

Apesar de não ter uma influência significativa na detecção de casos de cancro, o método digital permite diminuir o número de mulheres que são chamadas a uma consulta clínica.

Isto porque o radiologista passa a ter a capacidade de manipular a imagem no computador, diminuindo os casos em que surge uma dúvida e a mulher é chamada ao médico ou a repetir o exame.

Poderá também haver um aumento dos cancros detectados, mas Vítor Rodrigues considera que será uma diferença marginal.

Outra das vantagens é permitir a realização de mais mamografias por dia, porque a tecnologia digital faz com que o exame seja mais rápido.

Para colocar esta tecnologia em todas as suas 20 unidades móveis e nas seis fixas, a LPCC investiu quatro milhões de euros.

Até hoje, a Liga já fez mais de um milhão de mamografias, rastreando cerca de 450 mil mulheres.

O Programa de Rastreio cobre já toda a Região Centro, Portalegre, Évora, Beja, Bragança, Viana do castelo, Santarém, Região Autónoma da Madeira e está a dar os primeiros passos em Setúbal.

Diário Digital / Lusa

Postado por Isa às 17:41
link do post | comentar | favorito
| | partilhar
Segunda-feira, 16 de Julho de 2007

Moura: rastreio de cancro da mama

As mulheres do concelho de Moura, com idade compreendida entre os 45 e os 69 anos, estão “convidadas” a participar no rastreio do cancro da mama que a Liga Portuguesa Contra o Cancro está a promover, neste concelho, até ao dia 12 de Setembro.

O objectivo deste rastreio, que está integrado no Plano Oncológico Nacional e no Programa Europeu Contra o Cancro, é detectar o mais precocemente possível o cancro da mama aumentando assim as possibilidades de cura e de sobrevivência.

O exame, feito gratuitamente por técnicas credenciadas em radiologia, será depois avaliado por uma equipa de médicos que fará os respectivos relatórios.

A participação neste rastreio, que pode ser feito numa Unidade Móvel estacionada junto ao Centro de Saúde de Moura, é muito importante porque o diagnóstico precoce pode fazer a diferença.
in rádio Voz da planicie
*****
Concordo com os rasteios, mas a falar por mim, e por muitas amigas que conheço, o rastreio não devia ser entre os 45 e os 69....acho muito tarde...já aprendi que não há idade para o cancro da mama, cada vez está a aparecer mais cedo...
Tenho amigas no mundo virtual, que podem confirmar, quase todas nos apareceu antes dos 40, eu tinha 35...
Acho que as coisas tem que mudar em relação a isto
Postado por Isa às 10:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
| | partilhar
Sexta-feira, 1 de Junho de 2007

FORMAS DE RASTREIO

Alguns tipos de cancro podem ser detectados antes de causarem problemas. Fazer exames para despiste do cancro, ou de alguma condição que possa levar a cancro, em pessoas que não têm sintomas, chama-se rastreio.

O rastreio pode ajudar o médico a encontrar e tratar, precocemente, alguns tipos de tumores. Geralmente, o tratamento para o cancro é mais eficaz quando a doença é detectada cedo, ou seja, ainda em fase precoce.

Os exames de rastreio são muito usados para despistar o cancro da mama, do colo do útero, do cólon e do recto:

  • Mama: a mamografia é a melhor forma para detectar o tumor em estadio inicial. A mamografia é uma imagem da mama, feita com raios-X. É recomendável que as mulheres, a partir dos 40 anos, façam uma mamografia anual ou de 2 em 2 anos; mulheres que tenham risco aumentado para ter cancro da mama, devem falar com o médico para saber qual a frequência com que devem fazer a mamografia.
  • Colo do útero: o teste de Papanicolau , também chamado de esfregaço do colo do útero ou do cérvix, é usado para observar as células do colo do útero. Num laboratório é, então, feito o rastreio de células cancerígenas ou de alterações que possam levar a cancro, incluindo alterações causadas pelo papiloma vírus humano (factor de risco mais importante para cancro do colo do útero). O Pap teste deverá ser repetido, pelo menos, uma vez de 3 em 3 anos.
  • Cólon e recto: são usados vários testes de rastreio para detectar polipos (massas), tumores, ou outras alterações no cólon e no recto. A partir dos 50 anos, deverá ser feito o despiste do cancro do cólon e recto. Se tiver risco aumentado de ter cancro do cólon e recto, deve falar com o médico, para saber qual a frequência com que deve fazer os exames de rastreio.
    1. Sangue oculto nas fezes: por vezes, o tumor ou os polipos sangram. Esta análise permite detectar pequenas quantidades de sangue nas fezes.
    2. Sigmoidoscopia: recorrendo a um tubo flexível com luz e com uma câmara na extremidade, chamado sigmoidoscópio, o médico observa as paredes interiores do recto e a parte baixa do cólon; permite fazer biópsias e, regra geral, os polipos podem ser removidos através deste tubo.
    3. Colonoscopia: usando um tubo longo flexível iluminado, chamado colonoscópio, cuja luz se transmite até à ponta distal do aparelho, e onde existe um sistema de câmara que capta a imagem e envia para um monitor, o médico pode observar internamente o recto e todo o cólon (direito e esquerdo). Permite fazer biópsias e, regra geral, os polipos podem ser removidos através deste tubo.
    4. Clister opaco de duplo-contraste: este exame radiológico é efectuado por injecção de uma solução de bário, através do recto; em seguida, é bombeado ar para dentro do recto: o bário e o ar melhoram as imagens de raios-X do cólon e do recto.
    5. Toque rectal: um exame rectal faz, geralmente, parte de um exame físico de rotina. O médico, depois de calçar umas luvas, insere um dedo lubrificado no recto; este exame permite detectar se há dor, sangue ou alterações no ânus (parte distal do recto) - só permite examinar a parte inferior do recto.

Adicionalmente, poderá ter ouvido falar de outros exames, utilizados para excluir a possibilidade de ter cancro noutras partes do corpo. Nesta altura, não se sabe se o rastreio de rotina com esses testes é, realmente, eficaz e se permite salvar vidas. No entanto, a investigação continua, para se saber mais acerca do rastreio dos cancros da mama, do colo do útero, do cólon, do pulmão, dos ovários, da próstata e da pele.

O médico, antes de sugerir um exame de rastreio, considera diversos factores, relacionados com o teste e com o tumor que esse teste pode detectar. É, ainda, dada especial atenção ao risco pessoal para desenvolver certos tipos de tumores. Exemplo de factores a considerar: idade, história clínica, saúde geral, história familiar e estilo de vida. O médico deve, ainda, ter em conta a precisão do teste, os possíveis efeitos nocivos do próprio teste, o risco dos exames clínicos de seguimento ou da cirurgia que a pessoa possa ter que fazer, para verificar se o resultado anómalo de um teste significa a presença de um tumor. São, ainda, considerados os riscos e benefícios do tratamento, caso os testes detectem um tumor e ainda se o tratamento é eficaz naquela situação e quais os efeitos secundários que origina.

Deve falar com o médico acerca dos possíveis benefícios e riscos de fazer o despiste de qualquer tipo de cancro. A decisão de fazer o rastreio, bem como outras decisões médicas, é pessoal; só deverá decidir depois de se ter informado acerca dos prós e contras do rastreio.

Relativamente ao rastreio, poderá colocar algumas questões ao médico:

  • Que exames são recomendados na minha situação?
  • Quanto custam os exames médicos? Será que o meu seguro médico vai comparticipar os exames de rastreio?
  • Os exames vão doer? Existem riscos?
  • Quanto tempo depois de fazer os exames saberei os resultados?
  • Se os resultados apresentarem um problema, como é que o médico vai saber se eu tenho cancro?
tags:
Postado por Isa às 15:22
link do post | comentar | favorito
| | partilhar

.As minhas fotos - Alentejo

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Ferreira do Alentejo: Rec...

. Vamos lá mudar esta tendê...

. Moura: rastreio de cancro...

. FORMAS DE RASTREIO

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

Tudo graças ao th melhor herbalist no mundo, eu te...
boa tarde, tenho uma amiga que acho que vai fazer ...
O seu blog e muito interessante com muitos conteud...
Tambem quis comprar e nao achei! A editora ja nao ...
Obrigado pela informação publicada :-)Bem-hajaJN
Prima, fiquei emocionada com o teu testemunho.Semp...
Olá, boa noite descobri o vosso blog por acaso,mas...
Excelente informaçao . Tenta neste site que os adv...
OláEncontrei por acaso o seu blog.Tive uma experiê...
Obrigada pelos esclarecimentos e palavras de apoio...

.mais comentados

.Visitas

.tags

. todas as tags