"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Cancro: o que é?

A palavra Cancro é uma designação que permite identificar de forma genérica, o vasto conjunto de doenças que são Tumores Malignos. Estes são muito diversos, com causas evolução e tratamento diferentes para cada tipo de Tumor Maligno, mas tendo em conta uma característica comum:

A DIVISÃO E O CRESCIMENTO DESCONTROLADO DAS CÉLULAS

Divisão celular normal

O nosso organismo é constituído por unidades microscópicas, designadas por células, só visíveis através do microscópio, que se dividem periodicamente e de forma regular com a finalidade de substituir as já envelhecidas ou mortas e manter assim a integridade e o correcto funcionamento dos diversos órgãos.

Divisão celular normal Divisão celular anormal


O processo de divisão celular é regulado por uma série de mecanismos de controlo que ordenam à célula quando se deve dividir e quando deve permanecer estática.

Por exemplo, como as células superficiais da pele se desgastam, as células subjacentes estão continuadamente a dividir-se a um ritmo predeterminado, para as substituírem. Todo este processo é regulado por “mensagens impressas” nos genes, que se situam nos cromossomas.

Quando estes mecanismos de controlo se alteram numa célula, esta e as suas descendentes (células filhas) iniciam uma divisão descontrolada que, com o tempo, dará lugar a um tumor ou nódulo.

Os cancros são o resultado de células que recebem mensagens “erradas” dos seus genes.

A investigação recente mostra que, por vezes, um gene que tem estado inactivo nas células normais entra em actividade sendo responsável pelas mensagens inadequadas. Estes genes promotores do cancro são designados de oncogenes.

 

Quando as células recebem a “ordem” de divisão “errada” pode acontecer o seguinte:

  • A divisão tornar-se descontrolada: a célula cancerosa e as suas descendentes (células filhas) dividem-se mais depressa do que as células dos tecidos circunvizinhos;

  • As células “filhas” são geralmente menos especializadas do que as células normais a que correspondem; embora muitas vezes conservem características da célula normal, são incapazes de desempenhar as funções desta;

  • Como as células cancerosas continuam a dividir-se mais depressa do que as dos tecidos circunvizinhos, formam uma massa volumosa e, através de um processo designado de infiltração, começam a abrir caminho por entre as células em redor;

  • Ao fim de algum tempo, as células cancerosas que romperam o seu tecido podem alcançar um vaso sanguíneo ou um canal linfático, onde pequenos grupos de células do cancro podem desligar-se e circular, depositando-se eventualmente noutras partes do corpo, onde formam cancros secundários (metástases); este processo tem o nome de metastização.

A massa formada pela divisão repetida de células anormais tem o nome de tumor.

Nem todos os tumores são cancros.

Existem tumores de dois tipos:

  • Tumores benignos, que não se espalham por metástases nem se infiltram nos tecidos circunvizinhos; muitas vezes estão envolvidos por uma cápsula que os impede de se espalharem (por exemplo um gânglio ou quisto);

  • Tumores malignos; a que chamamos cancro.

in saude.sapo.pt


tags:
Postado por Isa às 02:00
link | favorito
partilhar
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Até sempre...

. Seis recomendações para e...

. Oncologia no Alentejo

. Serpa: Rastreio Cancro da...

. O ultimo

. Venha Correr ou Andar por...

. 4 anos daminha reconstruç...

. "A batalha que nós não es...

. Uma historia de vida, nes...

. Um dia pela Vida...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

Boa tarde, onde se encontra um médico especialista...
Eu gosto do jeito que você escreve
Eu gosto de seu pensamento e sua maneira de escrev...
Gostaria de saber se alguém tem conhecimento de se...
Boa tarde,Por acaso estou a passar pela situação e...
Bom dia gostaria de saber uma informação como sou ...
Tenho linfoma cutâneo doença crônica e sem cura , ...
tumor benigno na cabeca do colo do femur. grau de ...
https://escritosdispersos.blogs.sapo.pt/222610.htm...
No processo de revisão ou reavaliação, o grau de ...

.mais comentados

44 comentários
28 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários

.tags

. todas as tags