"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Isa

A Isa de Setubal, a Isa iluminada...como alguém lhe chama, faz hoje anos, quero deixar aqui um grande beijo de parabéns.

Muitas Felicidades para os teus....posso dizer....??? cá vai...41 anos...estou a brincar, é uma idade linda...

Muita saúde é o que mais te desejo.

 

Aproveito também, para agradecer a tua amizade.

tags: ,
Postado por Isa às 00:00
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 5 de Outubro de 2007

QUIMIOTERAPIA

A quimioterapia consiste na utilização de fármacos, para matar as células cancerígenas. A quimioterapia pode ser constituída apenas por um fármaco, ou por uma associação de fármacos. Os fármacos podem ser administrados oralmente, sob a forma de comprimidos, ou através de uma injecção intravenosa (i.v.), na veia. Em qualquer das situações, os fármacos entram na corrente sanguínea e circulam por todo o organismo - terapêutica sistémica. A quimioterapia é, geralmente, administrada por ciclos de tratamento, repetidos de acordo com uma regularidade específica, de situação para situação. O tratamento pode ser feito durante um ou mais dias; existe, depois, um período de descanso, para recuperação, que pode ser de vários dias ou mesmo semanas, antes de fazer a próxima sessão de tratamento. A maioria das pessoas com cancro faz a quimioterapia em regime de ambulatório (no hospital, no consultório do médico ou em casa), ou seja, não ficam internadas no hospital. No entanto, algumas pessoas podem precisar de ficar no hospital, internadas, enquanto fazem a quimioterapia. A quimioterapia afecta tanto as células normais como as cancerígenas. Os efeitos secundários da quimioterapia dependem, principalmente, dos fármacos e doses utilizadas. Em geral, os fármacos anti-cancerígenos afectam, essencialmente, células que se dividem rapidamente, como sejam: Células do sangue: estas células ajudam a "combater" as infecções, ajudam o sangue a coagular e transportam oxigénio a todas as partes do organismo. Quando as células do sangue são afectadas, havendo diminuição do seu número total em circulação, a pessoa poderá ter maior probabilidade de sofrer infecções, de fazer "nódoas-negras" (hematomas) ou sangrar facilmente, podendo, ainda, sentir-se mais fraca e cansada. Células dos cabelos/pêlos: a quimioterapia pode provocar a queda do cabelo e pêlos do corpo; no entanto, este efeito é reversível e o cabelo volta a crescer, embora o cabelo novo possa apresentar cor e "textura" diferentes. Células do aparelho digestivo: a quimioterapia pode causar falta de apetite, náuseas e vómitos, diarreia e feridas na boca e/ou lábios; muitos destes efeitos secundários podem ser controlados com a administração de medicamentos específicos. Alguns fármacos anti-cancerígenos podem, ainda, afectar a fertilidade feminina e masculina. No caso das mulheres, se os ovários deixarem de produzir hormonas como, por exemplo, os estrogénios, poderá apresentar sintomas de menopausa: afrontamentos e secura vaginal. Os períodos menstruais podem tornar-se irregulares ou mesmo parar podendo, ainda, ficar infértil, ou seja, incapaz de engravidar. Se tiver idade igual ou superior a 35 anos, é provável que a infertilidade seja permanente; por outro lado, se permanecer fértil durante a quimioterapia, a gravidez é possível. Como não são conhecidos os efeitos secundários da quimioterapia no feto, antes de iniciar o tratamento deverá sempre falar com o médico, relativamente à utilização de métodos contraceptivos eficazes. Os efeitos secundários de longa duração, ou seja, sentidos a longo prazo, são raros; ainda assim, verificaram-se casos em que o coração se torna mais fraco.

 

http://www.infocancro.com

Postado por Isa às 20:53
link | comentar | favorito
partilhar
Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

Radioterapia

A radioterapia usa raios de elevada energia, para matar as células cancerígenas. O médico usa vários tipos de radioterapia. Em determinadas situações, pode ser administrada uma combinação de diferentes tratamentos com radioterapia: Radiação externa: a radiação provém de uma máquina emissora. Para este tratamento, a maioria das pessoas vai ao hospital ou clínica. Geralmente, os tratamentos são realizados durante 5 dias por semana, durante várias semanas. Radiação interna (radiação por implante ou braquiterapia): a radiação provém de material radioactivo contido em sementes, agulhas ou finos tubos de plástico, e que são colocados directamente no local do tumor ou perto. Para fazer radiação por implante, o doente fica, regra geral, internado no hospital. Os implantes permanecem no local durante vários dias; são retirados antes de ir para casa. Radiação sistémica: a radiação provém de um líquido, ou de cápsulas, contendo material radioactivo, que circula em todo o organismo. A pessoa engole o líquido, ou as cápsulas ou, em alternativa, é-lhe administrada uma injecção. Este tipo de radiação, pode ser usada para tratar o tumor ou, por outro lado, para controlar a dor provocada pela metastização do cancro, por exemplo para os ossos. Actualmente, só alguns tipos de cancro são tratados desta forma. Os efeitos secundários da radioterapia dependem, essencialmente, da dose e do tipo de radiação, bem como da parte do corpo que vá ser tratada. Por exemplo, se a radiação incidir no abdómen, pode provocar náuseas, vómitos e diarreia. A pele, na área tratada, pode tornar-se vermelha, seca e sensível. Poderá, também, perder o cabelo e/ou pêlos da zona tratada. Durante a radioterapia, poderá sentir-se muito cansado, particularmente nas últimas semanas de tratamento. O descanso é importante, mas, geralmente, o médico aconselha as pessoas a manterem-se activas, dentro do possível. Os efeitos da radioterapia, na pele, são temporários, e a zona irá sarar, gradualmente, assim que termine o tratamento. Pode, no entanto, haver uma alteração duradoura na cor da pele. Se tiver um efeito secundário particularmente grave, poder-lhe-á ser sugerida uma interrupção do tratamento.

 

http://www.infocancro.com

Postado por Isa às 20:52
link | comentar | favorito
partilhar

Carnaxide

Ontem fui a Carnaxide à Clínica dos Quadrantes com a minha amiga Maria, começa a radioterapia já segunda-feira.

Logo logo está livre disto tudo...

Não vai ser uma fase fácil, mas com a ajuda de todos e muita fé, vai-se ultrapassar.

Minha linda desejo-te tudo de bom, se comigo as coisas correrem bem, que contigo ainda corram melhor.

Poucos sintomas...poucas dores e muita força.

Postado por Isa às 13:56
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
partilhar

Linha Cancro

Linha de apoio à pessoa com cancro

808 255 255

Postado por Isa às 00:42
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar

APOIO AO DOENTE COM CANCRO

Viver com uma doença grave, como o cancro, não é fácil. As pessoas com cancro preocupam-se em cuidar da família, manter os seus empregos ou continuar com as actividades diárias. É, também, frequente haver preocupação relativa aos exames a efectuar, aos tratamentos, aos efeitos secundários, estadias no hospital e contas do médico. O médico poderá responder-lhe às questões sobre o tratamento, trabalho e outras actividades; por outro lado, poderá falar com um assistente social ou qualquer profissional especializado, sobre os seus sentimentos ou discutir as suas preocupações. Por vezes, o assistente social sugere recursos para ajudar na recuperação, apoio emocional, ajuda financeira, transporte e cuidados ambulatórios. Os amigos e familiares podem dar um grande apoio. Muitas pessoas consideram que é útil discutir as suas preocupações com outras que também têm cancro. As pessoas com cancro e seus familiares reúnem-se, muitas vezes, em grupos de apoio, onde podem partilhar o que aprenderam acerca de como lidar com a doença e efeitos do tratamento. Estes grupos, dão apoio pessoal, pelo telefone ou internet . No entanto, é importante lembrar que todas as pessoas são diferentes. O modo como uma pessoa lida com a doença, pode não ser adequado para outra.

in http://www.infocancro.com

tags:
Postado por Isa às 00:30
link | comentar | favorito
partilhar
Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

Hospital

Estas férias passei grande parte do tempo, no hospital, Graças a Deus, que estou bem, não só por mim, pois tive tratamento na sexta, mas a acompanhar pessoas de quem gosto e acho que estão a precisar de uma palavra, de uma companhia.

 

Espero que a minha presença tenha sido benéfica e tenha dado esperança para quem em dias menos bons, não consegue pensar em saídas, em luta, em esperança, em força.

Primeiro foi a Carmo, a quem tem corrido tudo bem, depois a Maria, que dentro do possível , as coisas também estão a ficar encaminhadas e hoje a Ana Maria.

 

Já aqui tinha falado da Ana Maria, (http :/ umaluznaescuridao.blogs.sapo.pt 43322.html) conhecia-a hoje, só falávamos ao telemóvel. Fui com ela à consulta de senologia, aliás não entrei, fique no corredor, ela estava com uma amiga.

 

A Ana Maria foi apanhada nesta teia, num rastreio, tem que ser operada, ainda não sabe que tratamentos vai fazer, terça tem a consulta de decisão.

 

A Ana Maria é uma mulher bem disposta, cheia de força, embora hoje tivesse num misto de emoções...mas como nós sabemos, os primeiros dias da aceitação não são fáceis, mas depois há que lutar com todas as forças, aquelas que nós até desconhecemos que temos. 

Está ainda numa fase de negação da doença, mas com o tempo...vai aceitar e vencer isto tudo... 

 

 

Postado por Isa às 00:05
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Até sempre...

. Seis recomendações para e...

. Oncologia no Alentejo

. Serpa: Rastreio Cancro da...

. O ultimo

. Venha Correr ou Andar por...

. 4 anos daminha reconstruç...

. "A batalha que nós não es...

. Uma historia de vida, nes...

. Um dia pela Vida...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

Boa tarde, onde se encontra um médico especialista...
Eu gosto do jeito que você escreve
Eu gosto de seu pensamento e sua maneira de escrev...
Gostaria de saber se alguém tem conhecimento de se...
Boa tarde,Por acaso estou a passar pela situação e...
Bom dia gostaria de saber uma informação como sou ...
Tenho linfoma cutâneo doença crônica e sem cura , ...
tumor benigno na cabeca do colo do femur. grau de ...
https://escritosdispersos.blogs.sapo.pt/222610.htm...
No processo de revisão ou reavaliação, o grau de ...

.mais comentados

44 comentários
28 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários

.tags

. todas as tags