"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Domingo, 20 de Abril de 2008

Carmo - Radioterapia

A Carmo está quase a ir de Férias para Carnaxide.

Estejam atentas, amigas do coração, pois ela vai ficar por ai a semana toda de segunda a sexta...

Amanhã vai a uma consulta e já fica a saber quando começa.

Carmo, que corra tudo bem, e depois vem cá contar as novidades.

 

Gigi, um beijinho grande e especial para ti. Força...amiga...estamos todas contigo..sabes disso.

Postado por Isa às 19:22
link | comentar | ver comentários (5) | favorito
partilhar

Parabéns Alda

Hoje o dia é da Alda.

A menina das Caldas da Rainha, faz hoje anos.

Muitos parabéns.Felicidades e muitos e muitos e muitos anos de vida cheia de saude.

 

 

"A esperança é cheia de confiança. É algo maravilhoso e belo, uma lâmpada iluminada em nosso coração. É o motor da vida. É uma luz no direcção do futuro". (Conrad de Meester)

Postado por Isa às 09:50
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar
Quarta-feira, 16 de Abril de 2008

Unidade de Radioterapia em Évora estará pronta em 2009

A IsaLenca deu-me a boa noticia...
_____
A criação de um serviço de radioterapia no Alentejo é um assunto recorrente. Foram várias as administrações que passaram pelo Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) que se mostraram interessadas e fizeram várias diligências no sentido de implantar uma unidade destas para a região.
As razões são sobejamente conhecidas, nomeadamente o transtorno causado ao doente que tem de se deslocar durante aproximadamente 30 dias a Lisboa, a fim de se submeter aos tratamentos, muitas vezes depois de ter feito quimioterapia que já por si implicam um estado penoso. Para além dos encargos que o hospital tem em termos económicos, visto que, em média, os tratamentos ficam entre os 3.125 e os 3.733 euros por doente.
Perante estes factores, e com a passagem do hospital a central e a empresa, foi incluído no seu plano estratégico a criação de uma unidade de radioterapia. A informação foi avançada pelo presidente do Conselho de Administração do HESE, António Serrano, que afirmou que "esta é já uma bandeira dos alentejanos e é nosso ensejo concretizar uma necessidade de todos", que aliás já esteve aprovada pelo último governo do PSD, "mas que depois não se concretizou porque não havia dinheiro".

O tempo passou e entrou outro governo e o HESE decidiu apresentar um formato de implantação desta unidade, "que tem estado em análise, aguardando-se para breve o despacho conjunto do ministro das Finanças e da ministra da Saúde a autorizar".

Este formato assenta na cedência de exploração da radioterapia a uma empresa privada que se instalará em Évora, mediante concurso internacional, numa dependência hierárquica e funcional do serviço de oncologia. "A nova unidade será uma entidade regulada e controlada por nós, ficando esta responsável por instalar os equipamentos necessários", esclareceu António Serrano.

A radioterapia irá ficar instalada no espaço do Hospital do Patrocínio, mais precisamente num bunker "que está já a ser preparado". Portanto, e segundo o mesmo responsável, o trabalho está feito, afirmando que espera que no final de 2009, a unidade poderá estar concluída e pronta a funcionar.

"Esta é a modalidade que pensamos que seja a mais rápida de concretizar, uma vez que a questão da radioterapia é deveras importante para melhorar a qualidade de vida dos alentejanos", asseverou o presidente do Conselho de Administração, acrescentando que apesar de ser um grande investimento, que poderá ascender aos sete milhões de euros, "será recuperado em dois anos".


in Diário do Sul
Postado por Isa às 15:17
link | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Vacina para cancro da mama

Vacina para cancro da mama reduz morte em 50 por cento
Investigação dos Estados Unidos testa vacina que ajuda a evitar cancro recorrente
Uma equipa de investigadores dos Estados Unidos está a testar uma vacina para o cancro da mama, cujos primeiros resultados sugerem que reduz em 50 por cento o risco de morte em cancros recorrentes. A vacina foi criada para combater o tipo de cancro da mama onde existe uma elevada expressão da proteína HER2, que representa um quarto dos casos desta patologia e é tido como o mais mortal.

Segundo a agência Reuters, o estudo foi realizado com 163 mulheres. E, se for validado num teste mais alargado, poderá vir ser uma nova forma de tratar esta patologia, adianta Linda Benavides, líder do estudo realizado no Brooke Army Medical Center, Texas.

Os cientistas testaram a vacina em mulheres com elevados níveis de HER2 e também com baixos níveis desta proteína. Ao final de 30 meses de acompanhamento, os cientistas concluiram que a vacina reduz o risco de morte, em todas, em cerca de 50 por cento, sendo que nenhuma mulher do grupo com baixos níveis da proteína morreu neste período.

O trabalho, apresentado numa reunião da Associação Americana para a Pesquisa do Cancro mostrou também que houve uma recorrência da doença em 10.7 por cento das doentes com baixos indíces de HER2, comparativamente com 18.2 por cento do grupo de controlo. A equipa pretende agora testar a vacina num grupo de 700 mulheres.






In Sapo Saúde



********************************************

A sorte é que a mdicina de investigação vai tendo alguns exitos, é bom sabermos que podemos contar com inovações favoráveis ao combate, neste caso ao cancro da mama.Fico feliz por assim ser.
Postado por Isa às 15:49
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar

Isalenca

anivers073.gif

Hoje a menina que está de parabéns...é a menina IsaLenca.

Muitos Parabéns
Felicidades!
Ainda não se conhecemos...mas não hão-de faltar oportunidades...
Postado por Isa às 09:46
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar
Sexta-feira, 11 de Abril de 2008

Fim de Semana

Já lá vão os fins de semana em que eu no Mes de Abril ia logo apanhar um solinho para a praia...

Compensa-se com outras coisas...

A semana foi bastante cansativa...

Nada mlhor do que um fim de semana para recuperar

 

Postado por Isa às 15:04
link | comentar | ver comentários (8) | favorito
partilhar
Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Série com testemunhos reais sobre cancro estreia hoje na RTP- a não perder

"Projecto 180º - Porque o cancro pode ter cura" engloba três curtas-metragens
Estreia hoje na RTP a primeira série de três curtas-metragens sobre o cancro, que contará com testemunhos reais e tem como objectivos mostrar que é possível ultrapassar a doença, transmitir esperança e energia positiva e encorajar as pessoas a lutar diariamente contra o cancro. A primeira das três curtas-metragens, intituladas "Projecto 180º - Porque o cancro pode ter cura", vai para o ar a 08 de Abril, pelas 22 horas, divulga a Roche, parceira do projecto.

António Pedro Vasconcelos assina a primeira curta-metragem da série, que retrata a vida de Maria Sá da Bandeira e Inês Leitão, uma mãe que sobreviveu a uma leucemia aguda e a sua filha, de 20 anos, que venceu um linfoma de hodgkin. Sobre este novo desafio, o realizador do êxito de bilheteira Call Girl, revela que «o que mais me tocou nesta iniciativa foi a possibilidade de revelar pessoas que, por tenacidade, estoicismo ou simplesmente por terem um pensamento positivo recusaram resignar-se à fatalidade da doença e decidiram bater-se pela vida».

Maria Sá da Bandeira e a sua filha são um exemplo de como o apoio familiar é fundamental: «Aceitámos este desafio porque é importante passar a mensagem no sentido positivo, para que todas as pessoas que se encontrem ou que se venham a encontrar na mesma situação possam acreditar que há solução».

A segunda curta-metragem desta série será exibida no dia 15 de Abril, às 22 horas, no canal 1 da RTP, e é realizada por Rita Nunes, que foi recentemente premiada com o Prix Europa, no festival de Berlim, pelo telefime Só Por Acaso. A realizadora Rita Nunes comenta que «o que me interessou foi a premissa deste projecto: desmistificar o cancro, ou melhor, a palavra cancro. Desde sempre que esta palavra tem uma conotação de tal modo negativa que as pessoas em geral têm um enorme pudor em sequer enunciá-la. Tem que se transmitir a mensagem de que o cancro não é sinónimo de morte e cada vez mais existem tratamentos que permitem que seja possível superar esta doença e encará-la como um percalço».

Esta curta é protagonizada por Luís Magalhães, de 36 anos, a quem foi diagnosticado um cancro do pulmão. «Em Março do ano passado, fui confrontado com uma dura realidade: foi-me diagnosticado cancro do pulmão. Não queria acreditar que isso fosse possível. Uma pessoa jovem, saudável, fisicamente activa e não fumadora», conta Luís Magalhães, para quem o desporto automóvel foi uma força para superar a doença.

A fechar esta série de curtas-metragens está a história verídica de Raquel Carvalho, de 29 anos, que venceu um linfoma não hodgkin. Esta história é realizada por Daniel Blaufuks e estreia no dia 22 de Abril, às 22 horas, no canal 1 da RTP. O realizador confessa que «aceitei este convite para integrar este projecto, não só como desafio artístico, mas também como uma oportunidade única de influenciar a relação que temos com uma doença que assusta a todos. Acredito na possibilidade de que estes filmes possam alterar a forma como encaramos o cancro e os próprios doentes».

Daniel Blaufuks diz ainda que «espero que estes filmes sejam veículos para um melhor entendimento em cada um dos espectadores da importância dos rastreios e da prevenção. Deste modo, ajudarão também a alterar nos jovens a ideia errada de que o cancro só afecta pessoas mais idosas».

A protagonista do filme, Raquel Carvalho, testemunha que desde que teve cancro a sua vida mudou: «E eu venci um cancro e com ele conheci uma nova Raquel dentro de mim que eu própria desconhecia. Foi uma luta difícil, complicada com os seus altos e baixos, mas com uma recompensa muito gratificante. Uma nova forma de viver e ver a vida, e um testemunho para ajudar o próximo. Por isso e por esse maior motivo sobrevivi!».

Cada curta-metragem tem a duração de três minutos e vai ser transmitida na RTP1, RTPN, RTP Açores, RTP Madeira, RTP Internacional e RTP Mobile.
Postado por Isa às 14:39
link | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Até sempre...

. Seis recomendações para e...

. Oncologia no Alentejo

. Serpa: Rastreio Cancro da...

. O ultimo

. Venha Correr ou Andar por...

. 4 anos daminha reconstruç...

. "A batalha que nós não es...

. Uma historia de vida, nes...

. Um dia pela Vida...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

Boa tarde, onde se encontra um médico especialista...
Eu gosto do jeito que você escreve
Eu gosto de seu pensamento e sua maneira de escrev...
Gostaria de saber se alguém tem conhecimento de se...
Boa tarde,Por acaso estou a passar pela situação e...
Bom dia gostaria de saber uma informação como sou ...
Tenho linfoma cutâneo doença crônica e sem cura , ...
tumor benigno na cabeca do colo do femur. grau de ...
https://escritosdispersos.blogs.sapo.pt/222610.htm...
No processo de revisão ou reavaliação, o grau de ...

.mais comentados

44 comentários
28 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários

.tags

. todas as tags