"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Segunda-feira, 17 de Novembro de 2008

GIGI

Gigi, o meu último post foi para ti, e hoje é também, para me juntar à corrente e dar as mãos a todas as amigas do coração e peito, pela tua força e coregem, pela tua decisão.
Vais vencer linda
Esperança e muita fé.
Se a Nela é Casmurra, somos todas Casmurras...
Beijinhos do tamanho do mundo...
Postado por Isa às 17:59
link | comentar | ver comentários (7) | favorito
partilhar
Domingo, 16 de Novembro de 2008

Gigi

 

 

Neste aniversário peço a Deus que encontres os ingredientes necessários para que, a cada novo minuto da tua vida, tudo se torne muito mais colorido.

Muitos parabéns e muitas felicidades, amiga!

 

 

sinto-me:
Postado por Isa às 00:01
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar
Sábado, 15 de Novembro de 2008

Fernanda Serrano

Hoje os parabéns vão para a Fernanda Serrano.

Faz hoje 35 anos.

Felicidades e que a vida te sorria sempre.

 

E agora um video para ti...

Coldplay - Viva La Vida

 

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=dvgZkm1xWPE

 

 

sinto-me:
Postado por Isa às 12:17
link | comentar | favorito
partilhar
Quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

Cancro da Mama

 

Não podemos deixar de iniciar um artigo sobre cancro da mama sem algumas reflexões sobre os números. Na verdade, o cancro da mama continua a ser, na Europa, o tumor mais frequente na mulher.

 

Em Portugal os dados disponíveis referentes a 2006 indicam um número de novos casos de 103,5 por 100.000 habitantes (uma em cada dez mulheres aproximadamente). A estimativa da mortalidade em Portugal, para o ano de 2006, foi de 21,0 por 100.000 habitantes. Isto significa, de grosso modo, que 2 em cada 10 mulheres diagnosticadas com cancro da mama irão morrer devido à doença.


 

Isto significa também, e deixando o pessimismo, que 8 em cada 10 mulheres diagnosticadas com cancro da mama irão viver!!!

 

Sou por natureza optimista e tento passar essa mensagem para as minhas doentes, pois mais do que a minha natureza, a evidência científica mostra-nos que temos razões para ser optimistas.


 

Este optimismo deve-se mais uma vez à ciência e aos seus avanços pois o diagnóstico e o tratamento do cancro da mama melhoraram espectacularmente nos últimos anos.


 

No entanto é difícil ultrapassar a barreira do pessimismo quando se encara a possibilidade de ter um cancro da mama. E porquê?


 

Obviamente porque a ideia de cancro continua associada à ideia de morte e na mama à ideia de amputação (mastectomia) e ainda à ideia dos efeitos nocivos provocados pelos tratamentos de quimioterapia e radioterapia.


 

O que fazer então perante a suspeita de que algo não está bem na mama, quer porque surgiu algum sintoma, quer porque os exames mostraram algo de anormal. Este é o primeiro problema que as mulheres têm que enfrentar.


 

Um conselho nesta fase, calma, mais de 80% das alterações, clínicas (nódulos, dor) ou infraclínicas (detectadas apenas nos exames), são benignas. Também nesta altura é muito importante o esclarecimento detalhado sobre o órgão, a sua fisiologia e o que significam os sintomas que aparecem. Aqui uma chamada de atenção: o diagnóstico das lesões da mama não deve ser feito inicialmente com a cirurgia! Com os exames que actualmente temos disponíveis (Mamografia, Ecografia, Ressonância e Biópsias de Agulha) podemos, sem ter que fazer uma operação, obter um diagnóstico correcto em mais de 95% dos casos.


 

Mas, e se a suspeita for de um cancro, pois eles existem? Também aqui e hoje, inequivocamente, um bom diagnóstico leva a um melhor tratamento. Saber que se tem um cancro não é suficiente, pois não só não há dois cancros iguais como o comportamento de cada um varia de acordo com o organismo onde se desenvolveu.


 

Realço por isso a necessidade de saber o que vamos tratar e como o vamos tratar. Mais uma vez a primeira atitude deve ser realizar todos os exames possíveis para saber tudo sobre o cancro que vamos tratar. Da mesma forma devemos saber tudo sobre a mulher que vamos tratar!


 

Há 20 anos atrás nenhuma destas afirmações era importante pois o tratamento do cancro da mama passava sempre por retirar a mama (mastectomia) e os gânglios debaixo do braço (esvaziamento axilar). Hoje, ainda que essa opção continue a existir, outras alternativas, que vão desde a cirurgia conservadora até à mastectomia com reconstrução imediata (na mesma altura em que se tira a mama faz-se a reconstrução) e aos tratamentos de quimioterapia primária (antes da cirurgia) para tornar o tumor mais pequeno e permitir uma cirurgia mais limitada, se afirmaram permitindo às mulheres que têm estas escolhas uma forma diferente de ver a doença e o tratamento. Esta diversidade de opções aplica-se também à radioterapia e aos tratamentos sistémicos (quimioterapia, hormonoterapia e terapias biológicas).


 

Hoje o tratamento é afinado para cada mulher e para cada cancro. São os chamados "tailored treatments", em português os tratamentos talhados para cada um. Esta abordagem cen-tra-se na diversidade do indivíduo e da doença e tem como objectivo fundamental a optimização do tratamento com consequente melhoria da sobrevivência.


 

Com estes ingredientes, um melhor diagnóstico e novas formas de tratamento, é claramente mais fácil passar a todos, e com convicção, a tal mensagem de optimismo.


 


Dr. Maria João Cardoso,
Coordenadora do Grupo de Patologia Mamária do Hospital de S. João e
Professora Auxiliar de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP)

in Médicos de Portugal

 

_____

Achei este texto muito esclarecedor e cheio de optimismo.

Obrigada Drª Maria João Cardoso

Postado por Isa às 09:20
link | comentar | ver comentários (4) | favorito
partilhar
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

Informático cria nova técnica para detectar cancro da mama

Um investigador em engenharia informática está a desenvolver em Matosinhos uma técnica inovadora que visa facilitar a detecção do cancro da mama através do rastreio precoce de elementos suspeitos.

Filipe Soares, especialista em engenharia informática, disse hoje à Lusa que «o objectivo é assistir o radiologista no momento em que analisa as imagens», ou seja, o sistema ao detectar uma massa estranha emite um alerta.

«O que se pretende é propiciar um diagnóstico com maior grau de confiança, através da detecção num estado precoce de elementos suspeitos presentes em mamogramas, com especial foco em microcalcificações que isoladas representam cerca de 30 por cento de casos de cancro», frisou o autor.

Filipe Soares é bolseiro de investigação apoiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) com bolsa de doutoramento em empresa (BDE) em Engenharia Informática, co-financiada pela Siemens.

O trabalho «Segmentação de imagem médica por auto-semelhança aplicada à detecção do cancro da mama» está a ser desenvolvido na Siemens Healthcare, no Freixieiro, em Matosinhos.
 

O projecto surgiu na sequência de um protocolo de colaboração assinado em 2004 entre a Siemens S.A. e a Universidade da Beira Interior, que visa o intercâmbio de informação científica e técnica entre as instituições para benefício mútuo.

Com a sua investigação, Filipe Soares pretende que «os métodos criados superem as performances demonstradas pelas alternativas existentes (no que diz respeito à detecção de falsos-positivos), e possam constituir soluções de vanguarda que permitam prover informação complementar ao médico, de forma a sustentar um diagnóstico mais fiável».

A especialização em metodologias de detecção automática assistida por computador, combinada com o conhecimento técnico das soluções mais relevantes para a detecção de elementos que sustentam a presença de cancro (nódulos, quistos e microcalcificações), permitiu já a Filipe Soares alcançar o primeiro grande feito do trabalho conducente ao grau de doutoramento: a preparação de uma patente.
 

«Foi desenvolvido um protótipo de um sistema capaz de processar automaticamente detecções e análises de elementos relevantes presentes em mamogramas, de forma a que seja possível a determinação do nível de auto-semelhança presente nesses elementos, factor indicador da sua malignidade e, indirectamente da presença de um tumor», explicou.

A Siemens Healthcare pretende explorar comercialmente esta tecnologia, integrando-a em produtos comerciais para a área de diagnóstico médico.

Actualmente, o investigador está também envolvido na co-autoria de um livro na área de Biomédica, intitulado «Biomedical Diagnostics and Clinical Technologies: Applying High-Performance Cluster and Grid Computing», a publicar pela IGI Global.

Diário Digital / Lusa
03-11-2008

Postado por Isa às 16:28
link | comentar | ver comentários (3) | favorito
partilhar

Tony Carreira apadrinhou a "Corrida Sempre Mulher"

A Associação Portuguesa de Apoio à Mulher com Cancro da Mama agradece a todas as participantes e acompanhantes a sua participação em mais uma edição da Corrida Sempre Mulher. Com a vossa preciosa colaboração foi possível angariarmos 51.660€

Um obrigado muito especial ao padrinho Tony Carreira pela sua presença e disponibilidade para se associar a esta causa e também a todos os patrocinadores e parceiros.

 

Clique http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?headline=98&visual=25&article=372026&tema=3aqui para ver o video RTP

 

Clique http://sic.aeiou.pt/online/scripts/2007/videopopup2008.aspx?videoId={C182D234-C360-41FD-B7FB-E93F39223103} para ver o video SIC 

 

 

in http://live.corridasempremulher.com/index.php?lang=pt
Postado por Isa às 16:27
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
partilhar
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

Uma Luz na Escuridão

uma luz na escuridao.bmp

Uma Luz na Escuridão
(Shining Through, EUA, 1992)

Gênero: Suspense
Duração: 132 min.
Distribuidora(s): 20th Century Fox
Produtora(s): 20th Century Fox, Peter V. Miller Investment Corp., Sandollar Productions

 

Diretor(es): David Seltzer (2)
Roteirista(s): Susan Isaacs (2), David Seltzer (2)
Elenco: Michael Douglas (1), Melanie Griffith, Liam Neeson, Joely Richardson, John Gielgud, Francis Guinan, Patrick Winczewski, Anthony Walters, Victoria Shalet, Sheila Allen (1), Stanley Beard, Sylvia Syms, Ronald Nitschke, Hansi Jochmann, Peter Flechtner

 

 

SINOPSE

Secretária de General, durante a Segunda Guerra, se oferece como espiã. Na Alemanha, assume cargo de babá em casa de Nazista. Suspense, drama e aventura.

 

Postado por Isa às 17:31
link | comentar | ver comentários (1) | favorito
partilhar

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Até sempre...

. Seis recomendações para e...

. Oncologia no Alentejo

. Serpa: Rastreio Cancro da...

. O ultimo

. Venha Correr ou Andar por...

. 4 anos daminha reconstruç...

. "A batalha que nós não es...

. Uma historia de vida, nes...

. Um dia pela Vida...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

Gostaria de saber se alguém tem conhecimento de se...
Boa tarde,Por acaso estou a passar pela situação e...
Bom dia gostaria de saber uma informação como sou ...
Tenho linfoma cutâneo doença crônica e sem cura , ...
tumor benigno na cabeca do colo do femur. grau de ...
https://escritosdispersos.blogs.sapo.pt/222610.htm...
No processo de revisão ou reavaliação, o grau de ...
Aconselho todas as pessoas que se sintam injustiça...
Olá até 2006/07 qual tipo de doença oncológica dav...
As lojas Ortopédicas da Universo Senior no Colombo...

.mais comentados

44 comentários
28 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários

.tags

. todas as tags