"Sair de um blog sem comentar é como visitar alguém e ir embora sem se despedir..."
Terça-feira, 10 de Julho de 2007

Saúde: células estaminais com aplicação daqui a 25 anos

O norte-americano Mark Furth, cientista da equipa que, em Janeiro, anunciou a descoberta de células estaminais no líquido amniótico, acredita que daqui por 25 anos muitos doentes vão beneficiar de aplicações clínicas da medicina regenerativa.

«Não será grande o números de pessoas que vai beneficiar nos próximos cinco anos. Talvez aconteça a 10 ou 15 anos, estou confiante que acontece nos próximos 25 anos», disse à agência Lusa o investigador do Instituto de Medicina Regenerativa (IMR) da Universidade de Wake Forest (Carolina do Norte).

Mark Furth integra a equipa dirigida por Anthony Atala que, em Janeiro deste ano, descobriu uma fonte de células estaminais no líquido amniótico que envolve os embriões em desenvolvimento, as quais foram utilizadas para criar tecidos musculares, nervos e cartilagens ósseas.

As células estaminais possuem a capacidade de se dividirem, transformando-se em células idênticas às originais, permitindo criar novos tecidos e órgãos do corpo humano, em substituição dos danificados.

O especialista norte-americano afirma que, actualmente, existem três grandes categorias de células estaminais: as adultas, encontradas, por exemplo, na medula óssea ou no sangue umbilical do recém-nascido, as embrionárias - que provêm de embriões e estão no centro de uma controvérsia à escala mundial, concretamente no que aos embriões humanos diz respeito - e as recentemente descobertas no líquido amniótico de pacientes grávidas, cujas características se aproximam das embrionárias.

Se o caso das células adultas tem já diversas aplicações na medicina actual, nomeadamente em doenças dos foros sanguíneo ou cancerígeno, possui igualmente limitações já que se adequa apenas a determinado tipo de maleitas.

«São usualmente consideradas especializadas. É necessário um tipo específico [de célula] para uma aplicação específica» afirma Mark Furth.

Já as células estaminais presentes no líquido amniótico das grávidas, são destacadas pelo investigador do instituto de Wake Forest - considerado uma das instituições de vanguarda, a nível mundial, na medicina regenerativa e de engenharia de tecidos - pela «enorme capacidade de crescimento» que possuem, já que se duplicam a cada 36 horas.

Aponta ainda a característica de gerar vários tipos de células diferentes: «Mas ainda não sabemos se têm a mesma habilidade de gerar todos os tipos de células do corpo humano que possuem as embrionárias», revelou Mark Furth.

A capacidade das células embrionárias poderem gerar todo o tipo de células do corpo humano é um «boa assumpção dos cientistas», tomada a partir de testes laboratoriais feitos em ratos.

«É assim nos ratos, toda a gente no meio assume que poderá ser verdade para as células humanas. Não se pode fazer o teste em humanos porque nenhum cientista que se rege pela ética fará uma clonagem humana necessária para provar isso mesmo», sublinhou.

Consideradas «atraentes» para os investigadores «por poderem ser reproduzidas por um grande período de tempo e em grande número», as células embrionárias enfrentam, no entanto, «questões de segurança» no que respeita a futuras aplicações clínicas.

«Do ponto de vista médico, o problema é que, ao contrário de qualquer outro tipo de células normais, quando pomos [as embrionárias] num animal de teste forma-se um tumor», diz Mark Furth.

«As células adultas não fazem isso. Estamos perante uma propriedade intrínseca da célula embrionária, como que imita o comportamento de um normal embrião. O tumor parece um embrião que se está a tentar formar e fica desorganizado», explicou.

A característica das células embrionárias em gerar todo o tipo de células do corpo humano, se por um lado entusiasma os cientistas, também cria dificuldades quando se tenta atingir um resultado específico.

«A questão científica resume-se a dois aspectos: a boa notícia é que podem fazer qualquer coisa, a má notícia é que podem fazer qualquer coisa. O resultado final é difícil de controlar», assume.

No que concerne à discussão que envolve a utilização de embriões humanos nas investigações, Mark Furth prefere não se alongar em comentários.

«De debates éticos não falo, não é ciência. Posso comentar os efeitos do debate mas não quero tomar posição, nós não escolhemos trabalhar em diferentes tipos de células por razões éticas, escolhemos trabalhar por razões científicas», argumenta.

Mark Furth é um dos oradores convidados da conferência.

«Células Estaminais na Biotecnologia para a Saúde», que hoje decorre nas instalações do Biocant Park, em Cantanhede e reúne diversos especialistas nacionais e internacionais.

A reunião, promovida pela Sociedade Portuguesa de Células Estaminais e Terapia Celular, pela Crioestaminal e pela Associação Portuguesa de Bioindústrias, pretende revelar os últimos avanços da investigação em células estaminais à escala mundial e as novas aplicações no campo da medicina.

in Diário Digital / Lusa

Postado por Isa às 11:55
link | comentar | favorito
partilhar
2 comentários:
De artesã a 13 de Julho de 2007 às 20:27
Olá, passei por aqui só para dizer que a foto do blog está gira, e que continues a escrever porque é importante que as pessoas fiquem a conhecer melhor o que é o cancro, os teus escritos transmitem força e segurança . Grande abraço e bom fim de semana.
De Isa a 14 de Julho de 2007 às 17:47
olá Maria,
sim, vou continuar a escrever, só q a semana que passou não tive muito tempo.
obrigada pelo comentário.

Comentar post

.Eu

.Contacto

isabelguerreiro@net.sapo.pt

.links

.posts recentes

. Até sempre...

. Seis recomendações para e...

. Oncologia no Alentejo

. Serpa: Rastreio Cancro da...

. O ultimo

. Venha Correr ou Andar por...

. 4 anos daminha reconstruç...

. "A batalha que nós não es...

. Uma historia de vida, nes...

. Um dia pela Vida...

.arquivos

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.favoritos

. Está a chegar o final do ...

. Tia Bia

. Novo passo no tratamento ...

. Avó Nena

. Tia Bia

. Amor

. Mãe

. Pai

. Manas

. Obrigado

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.pesquisar

 
Todos os artigos e matérias publicadas neste blog, bem como as informações sobre procedimentos de exames e diagnósticos aqui inseridos, têm carácter estritamente informativo e não devem ser utilizadas de forma alguma para a realização de auto-diagnóstico, auto-tratamento e ou auto-medicação. Em caso de dúvidas, consulte o seu médico.

.últ. comentários

Eu gosto do jeito que você escreve
Eu gosto de seu pensamento e sua maneira de escrev...
Gostaria de saber se alguém tem conhecimento de se...
Boa tarde,Por acaso estou a passar pela situação e...
Bom dia gostaria de saber uma informação como sou ...
Tenho linfoma cutâneo doença crônica e sem cura , ...
tumor benigno na cabeca do colo do femur. grau de ...
https://escritosdispersos.blogs.sapo.pt/222610.htm...
No processo de revisão ou reavaliação, o grau de ...
Aconselho todas as pessoas que se sintam injustiça...

.mais comentados

44 comentários
28 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários

.tags

. todas as tags